Abrir menu principal

A Horta´corubi é uma horta urbana na Região da Bacia do Itacorubi, Florianópolis. Foi criada na tentativa de cultivar coletivamente alimentos na cidade, aumentar e intensificar as relações de cooperação entre as pessoas do entorno e/ou afins a essa intenção usando, para isso, o espaço público ocioso.

Ali pretende-se desenvolver um ambiente propício à vida, que tende a ser um jardim agroflorestal. Para isso, praticamos a agricultura sem introdução de nutrientes artificiais tóxicos relacionando elementos da natureza.

Está localizada na praça que ladeia o Córrego Grande (rio), imediatamente após este sair dos limites do Horto Florestal.

Coordenadas: 27.596779° ' S 48.512064º ' W

Conheça e participe do grupo de discussão da horta, para integrar-se ao existente pela via virtual.

PlanejamentoEditar

Considerando o equilíbrio entre os seguintes fatores:

  • intuição,
  • aporte de dedicação dos integrantes iniciais, 
  • a quantidade de materiais disponíveis no entorno alcançável pra se compor a Horta, 
  • o risco que a Horta corre de ser afetada pela manutenção do serviço de limpeza do município,  
  • risco de ser levada pelas frequentes enchentes, 
  • iluminação,
  • visibilidade,

a Horta foi situada colada a uma cerca que contorna o Córrego Grande, aberta ao norte e a sua luz. Dessa maneira, buscou-se aproveitar o limite da cerca como delimitador, proteção às roças e suporte a possíveis trepadeiras.

O desenho primordial parte desse limite, a cerca, ladeando-a. A expansão dos canteiros parte dele, radialmente em pétalas de forma compatível com a dimensão humana, possibilitando o alcance confortável a todas as partes dos canteiros sem pisá-lo.

Além da área de cultivo, compõe com a horta, um observatório astronômico que nos permitirá fazer marcações de eventos extra-ordinários como dias de semeadura, dias de colheita e relacioná-los sincronicamente às condições astronômicas. Isso contribui para que, em conhecendo a lógica das mudanças, possamos melhor planejar as ações envolvidas no processo de cultivo.

CuidadoEditar

  • Interaja depois de observação atenta e intensa e interação com os participantes tendo em conta que sua ação não deve anular a anterior, mas somar a ela.
  • Cultive por que desfruta.
  • A presença de cachorros não é compatível com o cultivo de alimentos sãos. NÃO leve cachorros para passear na Horta, se não quer comprometer a salubridade dela. 
  • Se você não pode participar dos mutirões, mas quer e pode contribuir em outra oportunidade, observe na Horta e a página Wiki. Verifique o que estamos fazendo e o que pretendemos fazer. Se estiver de acordo, some as nossas ações. Se não, coloque sua posição pra que nos reavaliemos e ajamos juntos.
  • A rega deve ser feita apenas quando a terra estiver seca. Caso forme "pocinhas de água" na superfície é sinal de que a terra está muito seca. O infalível "dedômetro" nos diz se a terra está seca, levemente úmida, muito úmida ou encharcada. É preciso enfiar o mais fundo possível. Se estiver úmido demais, não precisa regar. Com o tempo vamos aprendendo o ponto. Diariamente, toque na terra e veja se está úmida. Estando seca, regue sempre com delicadeza e, caso a raiz comece a sair pelos buraquinhos do vaso, é sinal de que ele está pequeno e a planta precisa ser transplantada.
  • NÃO deposite restos de poda sobre a horta. Eles são bem-vindos, mas podem sufocar plantas existentes. Para que isso não aconteça, deposite em um local perto da cerca.
  • Nutrir a terra a cada 30 ou 40 dias com algum tipo de adubo, como húmus de minhoca ou composto orgânico ou merda de vaca/cavalo. Observe entre os integrantes que a frequentam em que período a horta está de adubação. NÃO adicione nutrientes químicos.
  • Nunca arranque as folhas de ervas como salsinha, hortelã, cebolinha, rúcula. Corte-as em no máximo 3 cm acima da terra. De manjericão, tomilho, alecrim, corte apenas os brotos. Frutos como jiló, berinjela, tomate (mas não somente eles), basta colher quando estiverem maduros.
  • Ao menos uma vez por semana dê uma atenção especial para observar se não há fungos e insetos.
  • Se houver lixo, plantas quebradas, arrancadas, ou canteiros pisoteados é necessário dar um jeitinho. Se a coisa for grave, avise o resto do pessoal para combinarmos uns primeiros socorros. NÃO tirar as garrafas que estão sobre a horta. Elas não são lixo: são uma alternativa de irrigação.
  • Se você tiver uma plantinha, mas estiver impossibilitado de plantar por qualquer motivo (falta de tempo, ferramenta...), pendure o vasinho em uma das árvores, para que a plantinha aguarde protegida algum voluntário munido de ferramenta.
  • Se você não mora próximo, mas tem a Praça no seu trajeto, você pode considerar levar uma mudinha ou uma aguinha extra na bolsa ou nos alforges pra alimentar a Praça de vez em quando, não? Se não sabe onde/como plantar, pode deixar num vasinho para plantarmos.
  • Não plante mais árvores na Horta, pois há copa e sombra excedentes sobre ela.
  • Veja e participe da escala de regas da horta no Facebook.

Aportes bem-vindosEditar

Todos que intencionam cuidar e respeitar a terra, suas plantas e pessoas envolvidas são bem-vindos, conhecedores ou desconhecedores da arte do cultivo. Exemplos de colaboração: se você é bom e gosta de texto e desenho, sua ação pode colaborar na comunicação com os vizinhos. Se você conhece de plantas, compartilhe seu conhecimento. Se imagina outra possibilidade, aproxime-se.

Se tiver mudas para doar, coloque-as próximo da goiabeira (para que a encontremos facilmente) ou apareça em um dia de mutirão. Por favor, não a plante.

Se quiser regar, há garrafas próximas da horta que podem ser enchidas nos vizinhos. Considere a alternativa de trazer água de casa também.

Sobre as plantas inseridasEditar

Num primeiro momento vamos privilegiar dois grupos: de grande visibilidade, mais resistentes e pouco exigentes e as outras, que aportam nutrientes, para adubação verde. Assim, deixamos as mais exigentes para quando a horta estiver mais consolidada, quando também conheceremos melhor a reação dos frequentadores do local.

Exemplos de possibilidades:

  • Ora-pro-nobis
  • Girassol
  • Milho
  • Cana
  • Babosa
  • Lavanda
  • Alecrim
  • Mirra
  • Melissa
  • Hortelã
  • Boldo
  • Variedades de Manjericão
  • Capim santo e Citronela
  • Salsinha
  • Cebolinha
  • Flores
  • Feijão Guandu
  • Ervilha
  • Lentilha
  • Pepino
  • Beringela
  • Abóbora
  • Tomate
  • Maracujá
  • Nabo
  • Beterraba
  • Batata
  • Alface
  • Agrião
  • Caruru

Como barreira física mínima à aproximação de cachorros, paralela à linha da calçada serão plantadas flores e outras plantas de grande atratividade de polinizadores. Essas plantas serão de, no máximo 50cm de altura.

Exemplos: