Yoga na UNICAMP

O que é?Editar

A Faculdade de Educação Física em parceria com o Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência da UNICAMP, com o apoio de Consentir estão convidando a todos para refletir sobre o Yoga no Brasil, iniciamos nossos trabalhos em 2017 para realizar o primeiro evento em 2018. Em 2018 iniciamos o trabalho em parceria com o Grupo de Estudos Educação para a Paz e Tolerância (GEEPAZ) da Faculdade de Educação (FE), Profa. Dra. Nádia Freire, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e contamos com o apoio de Rosangela Bassoli do Instituto de Yogaterapia, Angela Dias Lopes do Yoga Clássico Campinas e Paula Ubinha do Consentir.

Queremos congregar a comunidade em Campinas e Região com intuito de trocarmos conhecimento sobre yoga, sua cultura e filosofia. A influência do yoga, na sociedade da Índia, vai do âmbito da saúde e medicina à educação artes e espiritualidade. Baseados na integração do ser humano para permitir maior bem estar físico, mental, espiritual, os valores do yoga podem formar a maior parte de um ethos comunitário. Esta cultura milenar oriental já está presente na cultura brasileira, e isso para nós é um convite à reflexão.

Boas vindas!

Damos as boas vindas a Faculdade de Ciências Médicas/Depto. de Saúde Coletiva e ao Instituto Yogaterapia, que em função do convite que fizemos no I Seminário Yoga na UNICAMP: Corpo e Transcendência, se dispuseram a participar. Damos as boas vindas ao Grupo de Estudos Educação para a Paz e Tolerância (GEEPAZ) da Faculdade de Educação (FE) que a partir do Encontro Unicamp e Direitos Humanos decidiu somar esforços.

Damos boas vindas ao Consulado da India de São Paulo e ao Centro Cultural Vivekananda, que em 2019 se dispuseram a ser nossos parceiros neste processo de construção de um curso sobre a filosofia do Yoga.

Damos boas vindas ao Prof. Dilip Loundo (UFJF), que em 2019 se dispos a somar esforços conosco na construção do curso de especialização em estudos de yoga.

Damos as boas vindas à Profa. Maria Lucia Abaurre Gnerre (UFPA), que em 2019 se dispos a somar conosco com o conhecimento sobre Hatha Yoga.

Damos as boas vindas à Profa. Lilian Cristina Gulmini (USP), que em 2019 se dispos a somar conosco com o conhecimento sobre Yoga.

Participe de nossa lista de discussão, dos eventos e atividades abertas.

Escreva para nós <yoganaunicamp@gmail.com>.


* Recomendação do Ministério AYUSH da India para cuidados de prevenção para melhorar imunidade (prevenção covid-19):Editar

Publicado em: 31 MAR 2020 14:31 por PIB Delhi - AYUSH - India

Embora ainda não exista um remédio para o Covid-19, sabe-se que uma imunidade forte é um forte escudo contra a doença. É aconselhável tomar medidas preventivas que aumentem nossa imunidade nesses tempos. Prevenir é sempre melhor do que remediar e o aprimoramento do sistema de defesa natural do corpo (imunidade) desempenha um papel importante na manutenção da saúde ideal. Leia abaixo um comunicado com medidas ayurvédicas recomendadas por eminentes Vaidyas da Índia para ajudar a aumentar a imunidade contra infecções.

Medidas de aumento da imunidade com o Ayurveda para o autocuidado durante a crise COVID 19

Após o surto de Covid 19, toda a humanidade em todo o mundo está sofrendo. O aprimoramento do sistema de defesa natural do corpo (imunidade) desempenha um papel importante na manutenção da saúde ideal. Todos sabemos que prevenir é melhor que remediar. Embora não exista remédio para o COVID-19 a partir de agora, será bom tomar medidas preventivas que aumentem nossa imunidade nesses tempos.

Ayurveda, sendo a ciência da vida, propaga as dádivas da natureza para manter uma vida saudável e feliz. A extensa base de conhecimentos da Ayurveda sobre cuidados preventivos deriva dos conceitos de "Dinacharya" - regimes diários e "Ritucharya" - regimes sazonais para manter uma vida saudável. É uma ciência baseada em plantas. A simplicidade da consciência sobre si mesmo e a harmonia que cada indivíduo pode alcançar elevando e mantendo sua imunidade são enfatizadas nas escrituras clássicas do Ayurveda.

O Ministério da AYUSH recomenda as seguintes diretrizes de autocuidado para medidas preventivas de saúde e aumento da imunidade com referência especial à saúde respiratória. Estes são apoiados pela literatura ayurvédica e publicações científicas.

Medidas GeraisEditar

1. Beba água morna ao longo do dia.

2. Prática diária de Yogasana, Pranayama e meditação por pelo menos 30 minutos, conforme recomendado pelo Ministério da AYUSH (#YOGAatHome #StayHome #StaySafe, #YOGAemCasa #FiqueemCasa)

3. Especiarias como Haldi (açafrão), Jeera (cominho), Dhaniya (coentro) e Lahsun (alho) são recomendados na culinária.

Imunidade ayurvédica e medidas de promoçãoEditar

1. Tome Chyavanprash 10gm (1tsf) de manhã. Os diabéticos devem tomar Chyavanprash sem açúcar.

2. Beba chá de ervas / decocção (Kadha) feito de Tulsi (manjericão), Dalchini (canela), Kalimirch (pimenta preta), Shunthi (gengibre seco) e Munakka (passas) - uma ou duas vezes por dia. Adicione açúcar mascavo (açúcar natural) e / ou suco de limão fresco ao seu gosto, se necessário.

3. Leite Dourado - Meia colher de chá de Haldi (açafrão) em pó em 150 ml de leite quente - uma ou duas vezes por dia.

Procedimentos ayurvédicos simplesEditar

1. Aplicação nasal - Aplique óleo de gergelim / óleo de coco ou Ghee nas duas narinas (PratimarshNasya) de manhã e à noite.

2. Óleo terapia - Ponha 1 colher de sopa de gergelim ou óleo de coco na boca. Não beba, agite na boca (bocheco) por 2 a 3 minutos e cuspa, seguido de enxágue com água morna. Isso pode ser feito uma ou duas vezes por dia.

Durante a tosse seca / dor de garganta

1. A inalação de vapor com folhas frescas de Pudina (hortelã) ou Ajwain (sementes de cominho) pode ser praticada uma vez ao dia.

2. O pó de Lavang (cravo) misturado com açúcar / mel natural pode ser tomado 2-3 vezes ao dia em caso de tosse ou irritação na garganta.

3. Estas medidas geralmente tratam a tosse seca normal e a dor de garganta. No entanto, é melhor consultar os médicos se esses sintomas persistirem.

As medidas acima podem ser seguidas na medida do possível, conforme a conveniência de um indivíduo.

Essas medidas são recomendadas pelos seguintes Vaidyas eminentes em todo o país, pois podem promover a imunidade de um indivíduo contra infecções: Padma ShriVaidya PR Krishnakumar, Coimbatore, Padma Bhushan Vaidya Devendra Triguna, Délhi, Vaidya PM Varier, Kottakkal, Vaidya Jayant Devpujari, Nagpur, O evento, que será realizado no Centro de Convenções do Rio de Janeiro, contará com a participação de mais de 200 pessoas, entre representantes de diversos setores da sociedade civil e da sociedade civil. Vaidya Abichal Chattopadhyay, Calcutá, Vaidya Tanuja Nesari, Delhi, Vaidya Sanjeev Sharma, Jaipur, Vaidya Anup Thakar, Jamnagar

Isenção de responsabilidade: O comunicado acima não reivindica tratamento para o COVID 19.

tradução: Claudia Wanderley



Grupo de Estudos Yoga na Unicamp - programa 1 semestre de 2020Editar

Bate papo domingo 19 abril 2020, conecte-se às 11h a.m. https://instagram.com/yoganoparquesjc?igshid=1h8jxyget3s45 )

Atividades online:Editar

Você pode se ligar ao facebook @yoganaunicamp que aponta para as atividades online dos yogues de Campinas e parceiros.



Grupo de estudos online no meet(programação em construção) https://meet.google.com/whr-hekj-ivt:Editar

Sextas feiras (3as sextas de cada mês) a partir das 7h30, iniciaremos as 8h e vamos até às 10h :

15 de maio - não houve reunião

19 de junho - “Yoga Malandro”

Um yogue rezando o pai-nosso, pais-de-santo praticando surya-namaskar, daimistas cantando mantras e yogues consagrando altares com os seus mestres indianos ao lado de orixás são cenários, sem dúvidas, do universo malandro brasileiro. Nesse encontro, Roberto Simões, Doutor em Ciência da Religião e Pesquisador do Centro de Estudos em Religiões Alternativas pela PUC-SP, vai traçar um panorama do yoga no Brasil e América Latina, fruto de seus estudos científicos entre os anos de 2013-2019 no Centro de Estudos sobre Religiões Alternativas no Brasil - PUC-SP. A ressingularização do yoga no Brasil frente ao sofrimento, libertação e outras narrativas construídas pelos yogues latino-americanos.

Dia 19/6 (sexta) das 8h as 10h, chegue antes e por gentileza mantenha seu microfone fechado para podermos ouvir melhor, abrimos a sala às 7h30.

Grupo de Estudos sobre Yoga da Unicamp (via Google Meet https://meet.google.com/whr-hekj-ivt)

  • Agradecemos ao Prof. Eduardo Pereira do Yoga no Parque por esta iniciativa.

17 de julho - "A prática dos subalternos: o Yoga nas ruas da Índia, entre o fim do século XIX e início do séc. XX."

Estudos com a Profa. Dra. Maria Lucia Abaurre Gnerre (PPGCR/UFPB)

Embora o Yoga seja uma disciplina, ou um sistema prático-filosófico (darśana), reconhecido pela ortodoxia bramânica hindu desde Patañjali (cerca de 200 a.C), há também uma série de tradições “desviantes” no âmbito deste vasto sistema, que desde a idade média não se enquadram nos molde do Yoga bramânico. Algumas escolas relacionadas ao tantrismo medieval ( sobretudo os Nathas, que dão origem à famosa tradição do Hatha Yoga), passam a se vincular a segmentos sociais considerados marginais, e à partir disso temos uma série de desdobramentos da tradição do yoga que merecem um olhar mais atencioso por parte da história social. Podemos dizer que tais desdobramentos, entre o fim do século XIX e início do XX desaguam naquilo que chamamos de “Yoga subalterno”: uma prática difundida entre indivíduos das castas mais baixas que viviam nas pequenas aldeias, ou entre Sadhus mendicantes que praticavam nas ruas das grandes cidades em troca das mais variadas oferendas. Justamente esse tipo de prática, por suas características socioculturais, passa a ser considerada “degenerada” pelo olhar dos colonizadores britânicos que neste período dominavam a Índia, e faziam questão de registrar de diversas formas essa “degeneração” da cultura hindu como justificativa da sua própria subalternidade. Assim, vamos abordar em nossa fala alguns registros iconográficos e literários da época sobre este “yoga de rua”, bem como os textos contemporâneos de autores como SINGLETON (2010) e WHITE (2006) que tem dedicado um espaço valioso de suas pesquisas para a compreensão da importância destas práticas marginais dentro da vasta tradição do Yoga.

Dia 17/07 (sexta) das 8h as 10h, chegue antes abrimos a sala as 7h30.

21 de agosto -

18 de setembro,

16 de outubro,

20 de novembro,

18 de dezembro,

Atividades presenciais (adiado até final do período de auto-isolamento):Editar

A dinâmica de estudos acadêmica será conduzida pela Claudia Wanderley (Linguista, trabalhando com as noções de Epistemologia e Interculturalidade) e Bruno Nery (Filósofo, trabalhando com Metafísica e Epistemologia).


Plano de leituras para 1 semestre de 2020, sextas feiras alternadas, das 9h as 12h, sala 1 FEF-UNICAMP,

Responsável: Claudia Wanderley e Bruno Nery, Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência, UNICAMP.

Quando e onde: Uma sexta feira por mês, a terceira sexta do mês, das 9h às 12h, na Sala 1 da Faculdade de Educação Física da UNICAMP.


20 de março (sugestões de leituras antes do encontro)

- Identidades e Paradoxos do Yoga no Brasil: Caminho Espiritual, Prática de Relaxamento ou Atividade Física?- Maria Lucia Abaurre Gnerre, Fronteiras, Dourados, MS, v. 12, n. 21, p. 247-270, jan./jun. 2010.

- Gheraṇḍa Saṃhitᾱ: Corpo e Libertação na Tradição Haṭha Yoga - Maria Lucia Abaurre Gnerre, Numen: revista de estudos e pesquisa da religião, Juiz de Fora, v. 14, n. 2, p. 219-246

- O Caminho Interior Delas: Yoga, Gênero e Transformação Social no Brasil - Maria Lucia Abaurre Gnerre, Gustavo César Ojeda Baez. Revista Transversos, RJ, n.17, 2019 ISSN:2179-7528

17 de abril (sugestões de leituras antes do encontro)

- "Ser sujeito: Considerações sobre a Noção de ātman nos Upaniṣads"- Dilip Loundo. v. 1 n. 1 (2014): I Seminário de Pesquisas sobre Religiões e Filosofias da Índia e China

- "A praia dos mundos sem fim”: os encontros de Rabindranath Tagore com a América Latina - Dilip Loundo, Aletria: Revista de Estudos de Literatura, MG, v. 2, n. 2, 2011, ISSN 23172096

- "A Mistagogia Apofática dos Upanisads na Escola Não-Dualista Advaita Vedanta de Satchidanandendra Saraswati" - Dilip Loundo, Numen 23, v. 14 n. 2 (2011), Seção temática: Religiões e Filosofias da Índia, ISSN 2236-6296


22 de maio (sugestões de leituras antes do encontro)

Traduzindo a cultura do outro: reflexões a partir de um exemplo do sânscrito - Lilian Cristina Gulmini, XI Congresso Internacional da ABRALIC Tessituras, Interações, Convergências, 2008, USP- , (Congresso – São Paulo, Brasil)

- Do dois ao sem-segundo: Sankara e o Advaita-Vedanta de Sarkara - Lilian Cristina Gulmini, tese de doutorado, USP, 2007 http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-05122007-155442/


19 de junho (sugestões de leituras antes do encontro)

- protocolo comum de Yoga de 2017/ Common Yoga Protocol, publicação do Ministério de Ayurveda, Yoga e Naturopatia, Unani, Siddha e Homoeopatia (AYUSH), India http://ayush.gov.in/genericcontent/common-yoga-protocol-2017


21 de junho - dia internacional do Yoga

julho - férias (sugestão de leitura sem encontro)

Producing India: From Colonial Economy to National Space, Manu Goswami, The University of Chicago Press, 2004, ISBN 0226-30508-2,


Preparação II Seminário Yoga na Unicamp 2020 (adiado até final do período de auto-isolamento)Editar

[em breve]



Histórico:Editar

Veja o que fizemos juntos em 2019.

Veja o que fizemos juntos em 2018.

Memória Grupo de Estudos de 2019, e trabalho conjunto para criar uma especialização em estudos do yoga.Editar

- Confira aqui o Resumo e participação nas reuniões do Grupo de Estudo Yoga na Unicamp em 2019.

Memória Satsangs Acadêmicos 2018 e participação nos grupos de estudo.Editar

As pautas das reuniões gerais ficam disponíveis aqui: Yoga na UNICAMP/pautas das reunioes

O resumo das reuniões gerais ficam disponíveis aqui: Yoga na UNICAMP/atas das reunioes


ContatoEditar

Temos um grupo de emails para interlocução entre a comunidade que se formar, que é: https://groups.google.com/forum/#!forum/yoga-na-unicamp . Se você ainda não faz parte, se inscreva, é aberto. E se quiserem uma comunicação mais rápida entre todos temos o telegram https://t.me/Yoga_na_Unicamp.

Shanti Om!

Parceria entre a Faculdade de Educação Física (FEF-UNICAMP) com a coordenação do Prof.Dr. Odilon Roble, o Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE-UNICAMP) com a coordenação da Prof. Dra. Claudia Wanderley

com o apoio do Instituto de Yogaterapia sob a coordenação da Profa. Rosângela Bassoli, e o apoio de consentircorpoealma.blogspot.com (Consentir) sob a coordenação da Profa. Paula Ubinha Almeida.

As anotações de todo grupo do Satsang Acadêmico estão aqui: http://collabedit.com/8faqd


Saudação ao Sol às quartas-feiras (adiado até final do período de auto-isolamento)Editar

A prática de yoga no início do dia começa com a saudação ao sol, surya namaskar.

 
Saudação ao Sol

Em 2018 e 2019, todas as quartas feiras, das 6h30 à 7h30 da manhã, você pode vir a FEF-UNICAMP fazer saudação ao sol conosco. É uma prática comunitária.

A arte da Saudação ao Sol, o Suryanamaskar, é uma prática tradicional matinal de Yoga. É uma série de 12 posturas (asanas) de yoga colocadas juntas em uma sequência dinâmica harmoniosa (diferentes escolas tem diferentes sequências, não se incomode se for diferente do que você já conhece). Trabalhamos o movimento no corpo físico, o controle da respiração, a atenção mental e o desenvolvimento contínuo da atitude de reverência. É um reconhecimento de que a terra vem do sol e que nós viemos da terra, e portanto também do sol. É muito saudável trazer de volta nossa conexão com o Sol, através da reverência e do fluxo consciente da respiração.

A sequência de uma hora de atividade se dá através da observação conjunta silenciosa do nascer do sol, preparação, 12 sequências de Surya Namaskar, relaxamento, krya, pranayama e meditação. Traga uma fruta para comer no final da prática.

Dias em 2020 que temos Saudação ao Sol na FEF, das 6h30 às 7h30* *no caso de férias e feriados faremos as práticas das 7h às 8h.
janeiro fevereiro março abril maio junho julho agosto setembro outubro novembro
15, 22, 29 5, 12, 19, 26 4, 11, 18, 25 - estamos em auto isolamento, pratica em casa 1, 8, 15, 22, 29- - estamos em auto isolamento, pratica em casa 6, 13, 20, 27- - estamos em auto isolamento, pratica em casa 3, 10, 17, 24 - - estamos em auto isolamento, pratica em casa 1, 8, 15, 22, 29 - - estamos em auto isolamento, pratica em casa 5, 12, 19, 26 - - estamos em auto isolamento, pratica em casa 2, 9, 16, 23, 30 7, 14, 21, 28 4, 11, 18, 25

E onde praticar?

Na quadra de basquete da FEF-UNICAMP é o melhor lugar para ver o sol nascendo da FEF. Veja o mapa:

Como começaram as saudações ao Sol?Editar

Reza a lenda que as saudações ao sol são os movimentos de Hanuman olhando de frente para Surya enquanto seu carro viaja através do céu, mostrando sua gratidão pelas lições que ele aprendeu com Surya. Com isso, ele reconhece Surya como a fonte da energia e a luz do mundo.

Vou contar isso...(em 2018) está no Ramayana do Sábio Valmiki.

Anjana e Kesari são um casal de macacos. Anjana deu à luz uma das incarnações de Shiva, um macaco imortal chamado Anjaneya (filho da Anjana), também chamado de Hanuman.

"Hanuman respeitosamente de aproximou do carro do deus solar. Aruna é o nome de seu condutor e ele permitiu que Hanuman se aproximasse de seu mestre e fizesse a prostração para o deus Surya.

- Você vê tudo que existe para ser visto no universo e portanto você conhece tudo o que há para ser conhecido. Por favor me aceite como seu aluno."[1]

...

Todo dia em todo o mundo, estudantes ficam de frente para seu professor quando realizam sua série de saudação ao sol com amor e devoção em uma demonstração de respeito pela tradição de honrar um professor, o grande Surya, que ilumina nossas vidas e o universo.

Referências sobre yogues e o Sol, nos textos tradicionais:Editar

Diz Patanjali no Yoga Sutras,

Sutra III.26

भुवनज्ञानं सूर्ये संयमात्॥२६॥

bhuva-jñānaṁ sūrye-saṁyamāt

Swami Vivekananda interpreta: Ao fazer Samyama no sol, (vem) o conhecimento do mundo.

  1. Vanamali. Hanuman: The Devotion and Power of the Monkey God



Inscreva-se na nossa lista de notíciasEditar

Entre no telegram Yoga_na_Unicamp.

Entre no googlegroups Yoga na Unicamp


Yoga no Brasil - levantamento contínuo das referênciasEditar

Trata-se de uma proposta de visualizarmos de forma coletiva as referências que nos inspiram a praticar yoga, e os pontos e contato, locais de prática, publicações e acervos. Veja o que já levantamos e participe trazendo as informações relativas aos seus professores!

Esta é uma iniciativa de Claudia Wanderley do CLE-UNICAMP em parceria com Odilon Roble da FEF-UNICAMP com o apoio de Paula Ubinha do Consentir para sistematizar de maneira colaborativa as linhas de yoga e a construção de uma tradição da prática de yoga no Brasil.

______________________________________________________________________________________________________________________________________

Páginas relacionadas - parceiros em prol do YogaEditar

inclua aqui o link para seu trabalho com a comunidade se você é nosso parceiro em prol do Yoga

Instituto Yogaterapia de Campinas

Yoga Clássico de Campinas

Yoga e Música: Concertos de Cura

Yantra Yoga (yoga tibetana)

Consentir

Mudras Terapeuticos

Guru Sevananda Das

Comunidade Zen Budista

Ecovila Goura Vrindavana

Krishna Shakti Ashram

Fazenda Nova Gokula

Yoga no Parque São José dos Campos

Instituto Hermógenes Rio de Janeiro e São Paulo

Centro Cultural Swami Vivekananda São Paulo

Estrada Ecologia Humana Alto Paraíso de Goiás