Abrir menu principal

Agricultura urbana

Conceitos BásicosEditar

Benefícios da Agricultura UrbanaEditar

SocialEditar

  • assume o papel das pessoas como sujeitos do processo de criação do seu próprio alimento e da melhoria da qualidade de vida na cidade
  • enfoca e incita a cooperação e interação entre pessoas de uma região ou grupo, com foco no compartilhamento de recursos, experiências e momentos, assim como na criação de laços de confiança locais;
  • desenvolve e estimula a espírito de cidadão envolvido e responsável com a melhora de qualidade de vida de todas as pessoas e outros seres vivos de uma localidade;

EducaçãoEditar

  • promove a ampliação da consciência do que se come, de como são produzidos os alimentos e do caminho realizado pelo alimento até o prato;
  • promove o contato com a terra e interação das pessoas com os fluxos naturais, desde o fluxo da água em um terreno, decomposição de matéria orgânica e até os fluxos de crescimento e reprodução de plantas;
  • estimula o desenvolvimento do paradigma do cuidado com o Outro e com si mesmo, por meio do despertar de questões íntimas referentes ao espaço público e o direito de todos a sua utilização e usufruto;
  • promove o encantamento e a inspiração com formas e padrões naturais, que sugerem diferentes formas de desenho para criações humanas;
  • estimula a troca de saberes locais e tradicionais relacionados à saúde, bem estar e meios de produção de alimentos;
  • reforça aprendizados referentes a planejamento de acordo com ciclos naturais, eficiência no uso dos recursos urbanos, plantas e suas preferências e interações, compostagem e criação de hortas (entre diversas outras).

SaúdeEditar

  • melhora a saúde pública na medida em que estimula uma dieta balanceada de frutas, verduras e ervas medicinais e baseada na saúde preventiva e nutrição completa;

Meio AmbienteEditar

UrbanoEditar

  • promove o embelezamento e a criação de uma cidade viva, em que a cidade possa ser receptiva aos sonhos, anseios e formas diferentes de ser e experienciar a vida em comunidade;
  • protege e melhora o solo urbano, intimamente empobrecido com a compactação e perda de nutrientes;
  • aumenta a área permeável e de áreas verdes da cidade, o que influi não só diretamente na qualidade de vida e segurança alimentar dos habitantes da cidade, mas também na diminuição de ilhas de calor;
  • realça a responsabilidade do poder público na promoção e estímulo ao uso coletivo de espaços públicos desocupados para o benefício geral de uma comunidade, com foco na segurança alimentar, na saúde preventiva e na promoção de uma cidade integrada à natureza;

Casos exemplares e referênciasEditar

Nacionais

Internacionais

Dicas de como fazer coisas práticas de horticultura domésticaEditar

Grupos organizados em Agricultura UrbanaEditar

Nome Cidade Bairro
Agricultura Urbana Butantã São Paulo Butantã
Exemplo Exemplo Exemplo
Exemplo Exemplo Exemplo

Mapas de Agricultura UrbanaEditar

Artigos científicos públicos em Agricultura UrbanaEditar

Ligações externasEditar

Agenda de atividades dos grupos em Agricultura UrbanaEditar

Nome Dias Horários Cidade Região Bairro
Horta das Corujas Sábados e Domingos (alternados) 9h às 14h ou 15h São Paulo Zona Sul Vila Madalena
Exemplo Exemplo Exemplo Exemplo Exemplo Exemplo
Exemplo Exemplo Exemplo Exemplo Exemplo Exemplo

Ver TambémEditar